Os tipos de casamentos

3 set 2013



Oi amores dando continuidade à saga #vidadecasal risos. Bom, eu disse no post anterior que era para pegar a calculadora, mas fica para próxima terça, pois eu esqueci de explicar os tipos de casamentos. Ops, falha minha!!
Então você aceitou o pedido do love e começa a pensar na data e nas finanças. Primeiro separe o dinheiro para o religioso e para o civil, sim esse serviço é pago. Para que você não se perca anota aí a documentação necessária:
*Já tô ouvindo o “Manhêeee…cadê minha…” risos relax acontece nas melhores famílias
Então papel e caneta e tome nota:
– Certidão de nascimento e identidade originais (RG): certidão de nascimento com data de expedição recente para garantir que nenhum dos requerentes tenha qualquer tipo de obstáculo para a habilitação solicitada — solicite no cartório onde foi feito o registro de nascimento.
– Comprovante de residência original (sim se vocês não moram juntos pegue a conta da casa dos pais): a última conta da luz, água ou telefone. 
– Duas testemunhas (pense bem na hora de escolher as pessoas terão de estar disponíveis no dia de marcar o casamento civil e no dia de fato do casamento no cartório. Logo não escolha pessoas master ocupadas… Vai dar encrenca): irão comprovar a ausência de qualquer tipo de impedimento para a união. As testemunhas devem ser maiores de idade e podem ter grau de parentesco (com exceção dos pais que não são aceitos). Se o casamento for realizado fora do cartório, serão necessárias quatro testemunhas ao invés de duas. É necessário levar apenas o RG original.
Foi lá no cartório e deixou toda essa papelada lá espere no mínimo 15 dias (período dos proclamas). Para que serve isso? Simples para justiça provar e averiguar possíveis impedimentos à união. Após os 15 dias ninguém se opondo o oficial certificará no processo que os noivos estão habilitados ao casamento. Então, começa a correr o prazo de três meses. Infelizmente se acontecer algo triste no dia da marcação não adie ou falte, pois se você perder terá que recomeçar do zero. Socorro como eu me organizo para isso??? Simples entre com a documentação pelo menos dois meses antes da cerimônia.
Bom, no casamento civil o casal tem que escolher qual tipo regime de comunhão de bens…
-Comunhão parcial de bens: o que você tinha quando era solteir@ continua sendo de seu, o que for adquirido depois do casamento é de ambos. Caso de herança ou doação, o bem não será dividido, a menos que tenha sido feita em nome do casal.
-Comunhão universal de bens: tudo adquirido é dos dois. Não importa quando o bem foi adquirido, quanto custou ou quem comprou tudo pertence ao casal, em iguais proporções. Se um dos dois morre, o parceiro fica com a sua metade e a metade restante é dividida entre os herdeiros.
-Separação total de bens: com o novo Código Civil, caso ocorra à morte de um dos dois, o sobrevivente recebe parte igual a dos filhos, não podendo sua cota ser inferior à quarta parte da herança. Ah mas eu queria cada um com o seu patrimônio, como faço? Caso deseje, vocês podem fazer a divisão dos bens antes de morrerem para evitar brigas ou problemas na hora da partilha. Existem alguns casos em que este regime é obrigatório, exemplo um dos noivos é viúvo com filhos do cônjuge falecido e o inventário ou a partilha de bens ainda não tenha sido realizada; quando a mulher for menor de 16 anos ou tenha mais de 50 ou o homem seja menor de 16 ou mais de 60.
Bom é isso e aí está gostando do #vidadecasal?
Alguma sugestão?
Terça que vem falo da temida divisão de contas… o_O

No comments yet

Deixe um comentário