Livro do mês – O Boticário maquiagem by Fernando Torquatto

25 fev 2011


O que eu aprendi com: O Boticário maquiagem by Fernando Torquatto ?

Aprendi a ter paciência, simplesmente porque desde 13h30 estou tentando fazer uma sombra que simpatize com a da capa do livro. É um tipo de foto clássica que todo mundo que comprou o livro está tirando e postando. Então agora 15h00 após a pausa do almoço consegui acredito eu algo plausível de ser apresentado.

Foto: Lija Valadares

Então o livro eu comprei na Boticário do Extra no SIA, mas ele está à venda em todas as lojas. Essa belezura custou R$ 89,00. Eu não achei caro porque o livro é capa dura, tem 254 páginas, 31cm de comprimento por 26cm de largura e é dividido em 15 capítulos.

Amei esse livro porque o Fernando Torquato, maquiador, explica e mostra nas fotos em detalhes como fazer uma maquiagem do modo correto. O livro traz inúmeras dicas de maquiagem as fotos são do fotógrafo Jacques Dequeker. Além disso, junto ao livro vem também um DVD e um óculos 3D que faz com que as fotos tenham um efeito mais do que especial. O DVD é tem um video do making off das fotos.

Então aí você pensa: Eu nem gosto dessas maquiagens pesadas! Não reclame o livro traz vários tipos de looks e dicas para todos os tipos étnicos: casual, noite e praia. E ainda traz dicas de cuidados básicos pré e pós-make.

E para quem quiser se aprimorar ainda mais na arte da maquiagem eu aconselho o curso grátis que a Boticário está oferecendo é só se inscrever. Então, são duas horas de curso que podem ser marcados durante a semana ou no final de semana. Eu já marquei o meu nesse domingo às 16h. O curso acontece no shopping Boulevar Center na asa norte.
O telefone da Boticário é: (61) 3448-3394.

Nova tendência para os pés o Wedge?

21 fev 2011


O wedge é o salto da vez no inverno, estilo anabela foi destaque nas botinhas da SPFW.

A revista gloss postou a sugestão: “Nossa versão baratinha é o abotinado da coleção outono/inverno da Pernambucanas, por R$ 79,90”.

Outras opções:

Laranja altíssimo, Colcci. Com meia, da New Order. E o de ilhoses da Ju Jabour.

Modelos de sapatos

25 fev 2009

 

A matéria de hoje traz o amor das mulheres, o tema é sapatos. O sapato é um acessório indispensável para um bom visual, uma roupa adequada com um sapato errado ou estragado é erro certo. Se pensar em conforto aconselho aderir a sapatilha que ganha em vários quesitos dos outros sapatos, pois são: pequenas, leves e confortáveis. Saber se o sapato é confortável é visível pelo modo que a pessoa caminha, pois pé inchado, bolhas e calo não são malefícios necessários. O mais aconselhável é sair para comprar o sapato depois de um dia de trabalho, o pé já vai estar no ponto para sentir o “engana pé”. O “engana pé” é aquele sapato que você experimenta na loja e fica maravilhoso e depois no dia seguinte com o pé relaxado com a primeira pisada você já sente algum incômodo. Sapato tem que ser comprado com calma ande bastante na loja com o calçado e não se engane achando que aquele incômodo que surge no momento vai passar. O vendedor sempre vai te dizer que o sapato vai melhorar que vai afrouxar, é o trabalho dele. Desça do salto dependendo da situação um scarpin no clube não combina. É essencial ter bom senso nas combinações.

Modelos:

1)Sapatilha – modelo fechado sem salto ou com pequeno salto. Foto: Janaína Valadares

2) Peep Toe – Esses são sapatos fechados, mas são abertos na frente, geralmente aparecem os dedos.

3)Sandália: sola fixada aos pés através de tiras, tornozeleiras. Deixa a maior parte do pé exposta.

4) Chanel: abertura na parte traseira com uma tira circundando o pé.

5)Scarpin: modelo fechado, a boca se estende até um pouco acima dos dedos do pé.

6)Tamanco: modelo com solado de madeira ou materiais sintéticos é aberto na parte de trás.

7)Bota: modelo com cano alto, baixo ou médio com vários materiais para produção.

8)Ankle boots: são botas de cano curto que ficam na altura do tornozelo.

9)Summer boots: são parecidas com as ankle boots, mas são mais leves e arejadas. Uma característica deste modelo é o solado meia-pata.

Senta que lá vem história…

Estudos mostram que os sapatos foram inventados na Mesopotâmia (hoje Iraque), há mais de 3.200 anos. Eram feitos de couro macio para facilitar a travessia das trilhas montanhosas. No Egito, entre 3.100 a.C. e 32 a.C. somente os nobres usavam sandálias de couro e os faraós usavam calçados adornados com ouro. No Império Romano os calçados denunciavam a classe ou grupo social do indivíduo. Na Idade Média, a maioria dos sapatos tinha a forma das atuais sapatilhas. E o padrão da numeração veio como? Foi criação do rei inglês Eduardo (1272-1307). Durante a Revolução Industrial, no início no século XVIII, na Inglaterra, as máquinas passaram a produzir calçados em larga escala. Já no século XX foram introduzidos novos materiais e técnicas e o processo passou a ser setorizado entre: design, modelagem, confecção e distribuição. A necessidade dos atletas originou um novo segmento na indústria, que possibilitou a criação de tênis tecnológicos. E a partir dos anos 80 ocorreu o aumento do número de pessoas que passaram a consumir calçados de grife, tanto os mais simples quanto aqueles assinados por grandes estilistas e verdadeiros artigos de luxo.

 

pong hehe

25 fev 2009