Vem curtir Brasília

15 maio 2015


 

Veja algumas opções de diversão gratuitas na capital do país 😀

 

Hoje (sexta-feira)

 

 

Terraço Shopping – Sexta Culturais

Show de Marcia Tauil

Na praça central às 19h30 às 20h15

 

 

Teatro Nacional Galeria Athos Bulcão

Exposição: Brasília 55 anos – Da Utopia à Capital

Após excursionar por Espanha, Portugal, Argentina, Chile, Índia, França e Alemanha, chega à Brasília a exposição “Brasília 55 anos – da utopia à capital”, um relato fiel e ilustrativo da célebre frase que regeu o ambicioso plano de governo de Juscelino Kubistchek: “cinquenta anos em cinco”. São mais de 300 itens entre fotografias, vídeos, mapas, objetos históricos, maquete, peças de colecionadores e outras preciosidades coletadas pela curadora nos diversos países em que a exposição já percorreu, conferindo uma mostra mais rica a cada cidade. Não fique de fora dessa, confira!

24 de abril a 31 de maio

Qual o horário? Visitação de 8h às 20h

Onde vai ser? Galeria Athos Bulcão (Via N2, anexo do teatro nacional – entrada na frente da entrada da Secretaria de Cultura do DF)

Mais informações:

Telefone: (61) 4063-8770

Censura: Livre

 

Liberty Mall – Campeonato de Xadrez

O Shopping Liberty Mall vai sediar Liberty Chess Open, campeonato com duração de três dias, entre 15 e 17 de maio. O evento contará com a participação de amadores, mestres internacionais e grande mestre de xadrez. A realização do evento é uma parceria entre o Shopping Liberty Mall e a Federação Brasiliense de Xadrez. Para o presidente da entidade, Flávio Pompeu, o evento será um sucesso, como ocorre nas edições anteriores, visto que a cidade tem um potencial promissor para os jogadores. Flávio explica que, grandes nomes do xadrez nacional são do Distrito Federal ou se revelaram na cidade. “É um evento válido para ranking internacional de xadrez, devemos ter inclusive um mestre argentino jogando”, adianta Pompeu.
Mais informações acesse o site  http://regionalcentrooestecbx.blogspot.com.br/.

Programação do evento:

Abertura/Congresso Técnico: 15/maio às 13h

15/maio – 1ª e 2ª rodada a partir das 14h

16/maio – 3ª e 4ª rodada a partir das 10h

17/maio – 5ª e 6ª rodada a partir das 10h

Premiação: 19h30 domingo.

Serviço

Liberty Chess Open

Data: 15 a 17 de Maio de 2015 

Realização:  Shopping Liberty Mall e Federação Brasiliense de Xadrez

 

Para as crianças

Sábado

 


Pátio Brasil – Oficina Gourmet

Onde? Piso 3 do Pátio Brasil

Quais e quando?

– 14h: bolo de pote

– 15h: brigadeiro gourmet

– 16h: flor de pirulito

– 17h: máscara de dormir

– 18h: cupcakes

Quanto? de graça

Para quem? crianças de 3 a 12 anos

Ainda no shopping a criançada pode assistir a peça A varinha mágica

Essa é a história do Rei Arauto e seus três filhos: Marlon, Mário e a princesa Murion. Por ser bondoso e sábio, o rei procurava dar bons conselhos. Um belo dia, Arauto encontrou um feiticeiro disfarçado de velho, que lhe pediu um prato de comida. Por não atender o velho, dando uma desculpa descabida, o rei teve sua filha transformada em sapo. E agora somente o caçula da família real poderá desfazer o mal.

Onde? Praça Central do Pátio Brasil

Quando? 16h

Para quem? a família inteira – classificação indicativa livre

Terraço Shopping – Histórias Africanas – Contação de Histórias

Em maio, nossa contadora Nyedja Gennari continuará encantando as crianças com histórias pra lá de divertidas! Neste sábado, dia 16 de Maio, vamos fazer uma viagem para a África através de lindas histórias sobre esse continente tão especial! E para tornar a tarde ainda mais legal, a criançada poderá confeccionar uma linda bonequinha. Não perca!

 

Domingo

 

Boulevard Shopping – RAPUNZEL É TEMA DE PEÇA NO BOULEVARD SHOPPING

O projeto Hora Animada do Boulevard Shopping traz neste domingo, 17, a história da “Rapunzel”. A peça é uma adaptação inspirada nos contos dos irmãos Grimm que narra a vida de uma bela jovem aprisionada no alto da torre de um castelo. A trupe Sopa de Teatro envolve as crianças em uma apresentação criativa e lúdica, trazendo leveza para as tardes de domingo. O projeto Hora Animada acontece todos os finais de semana com uma programação especial para as famílias. O espetáculo tem duração média de 45 minutos e acontece às 15h, no Espaço Boulevard Cultural, em parceria com a Hering Kids. A classificação indicativa é livre e a entrada é gratuita.

Pátio Brasil – Oficina Gourmet

Onde? Piso 3 do Pátio Brasil

Quais e quando?

– 14h: bolo de pote

– 15h: brigadeiro gourmet

– 16h: flor de pirulito

– 17h: máscara de dormir

– 18h: cupcakes

Quanto? de graça

Para quem? crianças de 3 a 12 anos

Ainda no shopping a criançada pode assistir a peça O patinho medroso

O patinho Pepeu tinha dois amigos: a patinha Peteca e o atrapalhado patinho Pateta. Certa vez, o Cachorro Caçador, um cão que só queria caçar patinhos, reapareceu, doido para devorar os três. Mas Peteca teve a ideia de entrar no lago e nadar até o fundo, onde o cão não conseguiria capturá-los. O problema é que Pepeu não sabia nadar e tinha medo de se afogar. Uma peça para mostrar às crianças a importância de enfrentar os próprios medos.

Onde? Praça Central do Pátio Brasil

Quando? 16h

 

Iguatemi Brasília – Contação de histórias e canções populares divertem a criançada. Dupla de palhaças se apresenta no Domingo é Dia de Teatro do Iguatemi Brasília

As palhaças Matusquella e Ananica são muito divertidas e vão disputar quem é a melhor contadora de histórias. Para animar a criançada, e testar a memória da plateia, a dupla vai cantarolar canções populares de forma acumulativa em cada conto.

Horário: 15h.

Local: Teatro Eva Herz – Livraria Cultura do Iguatemi Brasília.

Classificação: livre.

Endereço: SHIN CA 4, Lote A – Lago Norte – Brasília/DF.

Importante: os ingressos devem ser retirados no dia do espetáculo, a partir das 12h, no Concierge do Iguatemi Brasília, localizado no Piso Térreo.

Terraço Shopping – O Menino da Flautinha Mágica

O espetáculo se inicia às 17 horas e conta a história de um garoto que vive no campo com sua família muito pobre. Um dia o pequeno rapazinho estava andando pela floresta e por ser muito bondoso com um duende, ganha uma flauta mágica. O garoto descobre que pode ajudar sua família através da música, participando de um concurso musical que daria como prêmio um saco de ouro. Esta história encoraja as crianças a não desistirem dos seus sonhos e transmite uma linda mensagem de perseverança e força de vontade.

 

Fontes e Imagens: Sou Brasília e sites oficiais dos shoppings citados.

A empresa Zara continua com trabalho escravo

13 maio 2015


 

Notícia publicada no site da Agência Brasil. Então, eu gosto das roupas da Zara, mas não consigo usar uma peça que gerou tanta dor e sofrimento para alguém. Tirem suas próprias conclusões segue abaixo a matéria na íntegra.

 

Zara é autuada por não cumprir acordo para acabar com trabalho escravo

por Agência Brasil — publicado 13/05/2015 09h34, última modificação 13/05/2015 09h53

 

A grife Zara, que produz e vende roupas masculinas e femininas e pertence ao grupo espanhol Inditex, foi autuada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) por descumprir o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em 2011 para corrigir condições degradantes que caracterizaram trabalho escravo na cadeia produtiva da empresa.

 

De acordo com a superintendência do órgão federal em São Paulo, uma auditoria com 67 fornecedores da marca mostrou 433 irregularidades em todo o país, como excesso da jornada de trabalho, atraso nos pagamentos, aumento dos acidentes, trabalho infantil, além de discriminação pela exclusão de imigrantes da produção, o que pode resultar em multa de mais de R$ 25 milhões.

Há quatro anos, a Zara foi autuada por manter 15 trabalhadores bolivianos e peruanos em condição análoga à de escravo na atividade de costura. As oficinas subcontratadas pela marca receberam 52 autos de infração. Entre as irregularidades, foram constatadas jornada de trabalho excessiva, servidão por dívida e situação precária de higiene.

Na época, a empresa disse desconhecer esse tipo de exploração. Pelo TAC, assinado com o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Zara deveria ter detectado e corrigido novas violações, por meio de auditoria interna, melhorando as condições gerais de trabalho na empresa.

O relatório mostra que mais de 7 mil trabalhadores foram prejudicados pelas irregularidades em fornecedoras da Zara. Entre eles, 46 empregados estavam sem registro em carteira, 23 empresas estavam em débito de Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e 22 fornecedores registravam jornadas excessivas, irregulares ou fraudadas.

Em relação aos acidentes de trabalho, verificou-se um aumento de 73, em 2012, para 84 casos, no ano passado. A auditoria foi solicitada por meio da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de São Paulo que investigou trabalho escravo. As fiscalizações ocorreram entre agosto de 2015 e abril deste ano.

Para o Ministério do Trabalho e Emprego, a empresa não só continuou a cometer infrações à lei trabalhista como utilizou as informações da auditoria para excluir imigrantes da produção. “Utilizou-se das ferramentas de fiscalização de natureza privada para identificar fornecedores com risco potencial de exploração de trabalho análogo à de escravo, excluindo-os unilateralmente de sua cadeia produtiva, em vez de identificar situações reais de lesão aos direitos humanos, corrigi-las e comunicar às autoridades, de acordo com o que determinava o TAC”, diz o relatório da superintendência regional. Por conta da fiscalização, a empresa transferiu parte de sua produção para outros estados, como Santa Catarina.

Pelos cálculos do ministério, a empresa deve pagar R$ 25 milhões pelo descumprimento do acordo e R$ 850 mil pela atitude discriminatória. “Trabalhadores migrantes, notadamente de origem boliviana, foram excluídos de sua cadeia produtiva, razão pela qual a empresa foi autuada por restringir o acesso ao trabalho por motivos de origem e etnia do trabalhador”, explica o relatório do órgão. A estimativa do MTE é que 157 imigrantes que trabalhavam em 35 oficinas foram desligados. O relatório aponta ainda que cerca de 3,2 mil postos foram fechados em São Paulo por causa do deslocamento da produção da empresa para outros estados.

O ministério destacou ainda que a Zara foi omissa quando da contratação de uma oficina, onde se constatou trabalho escravo em novembro do ano passado. Foram flagrados 37 trabalhadores em situação degradante, que costuravam para as Lojas Renner. “A fiscalização constatou que, no período de 14 de agosto a 23 de setembro de 2013, esse grupo de oficinas também havia produzido 8.450 peças de roupas da Zara”, diz o documento. A grife espanhola, no entanto, apesar do acordo firmado com o MPT, não informou aos órgãos competentes as irregularidades deste fornecedor. A Zara não foi responsabilizada por causa da ausência do flagrante.

Em resposta à organização não governamental Repórter Brasil, que publicou reportagem sobre o caso, a Inditex informou que está contestando legalmente os autos de infração, pois considera que acusações infundadas e que não contêm fato específico que viole o TAC.

Em relação à prática discriminatória, a multinacional diz que não intervém no recrutamento dos empregados de companhias com as quais mantém relacionamento comercial. A Inditex acrescenta que a Zara é apenas um entre os vários clientes desses fornecedores e que a empresa representa menos de 15% da produção desses fabricantes.

Sobre o fornecedor que foi flagrado posteriormente empregando mão de obra escrava, a Inditex diz que ele foi submetido a auditoria interna e não foram constatadas situações de trabalho comparáveis a de escravidão. Para a empresa, contestar esse fato é colocar em dúvida companhias especializadas em auditoria privada de “reconhecido prestígio internacional”.

As demais violações, como trabalho infantil e funcionários sem registro em carteira, são contestadas. Sobre jornadas excessivas e débitos de FGTS, a empresa alega que medidas corretivas foram adotadas.”

 

 

Help noivas, a escolha do vestido

12 maio 2015


 

 

Antes de iniciar o texto com as dicas que os estilistas e personalidades que tratam do ramo de noivas, quero deixar claro que acredito que você deve usar o vestido dos seus sonhos. O dia do casamento é um momento único e não se prive de viver o seu sonho devido a opinião de outras pessoas. Eu já tive o prazer de viver esse dia e fica a dica é um momento único aproveite.

A única observação que eu faço é só compre ou alugue o vestido depois de decidir o horário do casamento. Pois, um vestido simples não combina com casamentos noturnos e vestidos com aplicações ou cristais não combinam com um casamento a luz do dia.

 

Ai meu Deus, foi feito pedido e você está no céu, ei dá uma descida aqui para a gente conversar. Primeira coisa que eu tenho que te contar é que não é você que escolhe seu vestido de noiva. Oxi como assim? É isso mesmo é o vestido que te escolhe, logo ande bastante e experimente, porém quando você experimentar o seu vestido é sério você vai sentir que é ele ao se olhar no espelho. Quando estava procurando o meu eu experimentei vários, mas quando o meu vestido me escolheu o impacto foi imediato.

Na hora que experimentar ande, rode, dança, abaixe com o vestido e sinta se ele é confortável, pergunte se a cauda sai ou pode ser presa no vestido, acredite você não vai achar lindo e poético ficar carregando a cauda do vestido na festa. 

 

Imagem: Noivas & Eventos

Bolsa Urso Moschino

11 maio 2015


 

 

«...1020...2829303132...405060...»