Papo Sério – Alcoolismo

18 fev 2016


A “Semana Nacional de Combate ao Álcool” termina nesta sexta-feira (19/02), o alcoolismo é um problema grave, porém possui tratamento, entenda mais sobre esse assunto sério.

O Alcoolismo segundo o dicionário é o consumo de álcool periódico, permanente, habitual ou condicionado por uma dependência psicofísica; etilismo. O assunto é grave e é muito sério, alcoolismo mata e destrói famílias quando não tratado. Não tenha vergonha de procurar ajuda. Será que o hábito de beber socialmente torna alguém alcoólatra?

O Alcoolismo consiste nos seguintes sintomas: Desejo intenso ou compulsão para ingerir bebidas alcoólicas; Necessidade de doses crescentes de álcool para atingir o mesmo efeito obtido com doses anteriormente inferiores ou efeito cada vez menor com uma mesma dose da substância; Abstinência a síndrome típica e de duração limitada que ocorre quando o uso do álcool é interrompido ou reduzido drasticamente; Aumento do tempo empregado em conseguir, consumir ou recuperar-se dos efeitos da substância; Abandono progressivo de outros prazeres ou interesses devido ao consumo; Desejo de reduzir ou controlar o consumo do álcool com repetidos insucessos também são sintomas do alcoolismo e por último a Persistência no consumo de álcool mesmo em situações em que o consumo é contra-indicado ou apesar de provas evidentes de prejuízos.

Para caracterizar a dependência, pelo menos três dos sintomas do alcoolismo devem estar presentes em qualquer momento durante o ano anterior. Identificou-se com algum dos sintomas? Sim, então não deixe de responder essas questões.

Já tentou parar de beber por uma semana (ou mais) sem sucesso?

Fica irritado quando alguém questiona sobre o seu consumo de álcool ou o tenta fazer parar?

Já tentou controlar a quantidade de álcool ingerida substituindo uma bebida por outra?

Já consumiu bebida ou sentiu necessidade de beber bebida alcoólica pela manhã nos últimos meses?

Sente inveja de pessoas que conseguem controlar o consumo de bebidas alcoólicas sem criar problemas?

Percebe que o problema com as bebidas vem se agravando com o passar do tempo?

A bebida alcoólica já criou problemas no seu lar?

Tenta conseguir doses extras em festas ou reuniões sociais onde as bebidas são ilimitadas?

Apesar de confirmar a maioria das perguntas acima e outros fatores, continua afirmando que consegue parar quando quiser?

Faltou ao serviço durante os últimos meses por causa das bebidas?

Já sofreu apagões por decorrência do consumo do álcool?

Já pensou que poderia aproveitar muito mais a vida sem consumir álcool?

Se você respondeu sim para a maioria das perguntas é hora de procurar ajuda.

Relação Alcoolismo x Câncer

Infelizmente, essa também é uma realidade confirmada, segundo o site do Hospital de Câncer de Barretos. Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), por meio de estudos, estabeleceram uma associação epidemiológica entre a ingestão da bebida e a doença na cavidade bucal e no esôfago. Além de causar cirrose hepática, o alcoolismo está relacionado a 2-4% das mortes por câncer.

Tipos de Câncer relacionados ao Álcool: Câncer de boca e orofaringe; Câncer de faringe; Câncer de laringe; Câncer de esôfago; Câncer de fígado; Câncer colorretal; Câncer de mama e o Câncer do pâncreas.

Como agir e ajudar um alcoólatra?

Primeiro entenda que o Alcoolismo possui diferentes níveis de gravidade que dependerão da presença de sintomas de abstinência e da quantidade e impacto das perdas e prejuízos advindos do uso da substância.

Saiba que você não está sozinho existem diversos tipos de tratamento e o alcoolista pode escolher um ou mais. O importante é que ele sinta-se seguro, acolhido e respeitado. Não deixe de procurar ajuda o site Alcoolismo possui uma lista de clínicas e grupos de ajuda veja aqui.

É importante lembrar também que o alcoolismo afeta as pessoas que convivem com os dependentes da bebida. Essas pessoas precisam procurar ajuda, um dos grupos que tem essa temática é o Al-Anon, criado para amparar a família e os amigos de dependentes do alcoól. Os encontros são como os do AA, em locais onde geralmente há grupos para os alcoólicos, mas em dias e horários distintos. Na internet, a página do Al-Anon tem a seguinte frase: “O alcoólatra bebe e a família é que fica tonta”.

O importante é ajudar, pois cada dia que um alcoólatra passa sem a bebida é uma vitória.

Fonte: Alcoolismo e Hospital de Câncer de Barretos

Texto: Janaína Guimarães

No comments yet

Deixe um comentário