TAG: estilista

Giorgio Armani

29 jan 2015


O estilista Giorgio Armani é italiano de Piacenza, ma Emilia-Romagna, norte da Itália, nasceu em 11 de julho de 1934, fundou a sua companhia, a Giorgio Armani S.p.A., em 1974. Armani inspirou sua linha feminina em trajes masculinos, mas aprimorou os acabamentos, tecidos e corte para privilegiar o corpo feminino.  

O estilista frequentou a faculdade de medicina na Universidade de Milão, por dois anos e completando suas obrigações militares, em 1957, trabalhou em uma loja de departamentos, La Rinascente, como um decorador de vitrines, dando início então sua carreira no mundo da moda. De 1961 a 1970, estabeleceu uma união com Nino Cerruti construindo a sua carreira como designer. Encorajado pelo amigo, Sergio Galeotti, lançou em 1974, sua primeira coleção masculina. Gradativamente começou a adaptar as suas criações para a linha feminina, lançando a sua primeira coleção, em 1975, em parceria com Galeotti. A modelo oficial da Giorgio Armani é a atriz Michelle Pfeiffer, inclusive o estilista, está com um desfile especial desde 2007 com o tema de Super-Heróis e a principal personagem é a vilã de Batman em 1992 a Mulher-Gato interpretada pela atriz. Como é de se imaginar assim como no filme, a Mulher-Gato da Armani rouba a cena nas passarelas.

Empório Armani tem uma linha de alta qualidade em roupas de luxo de moda e de discussão sobre as tendências e características modernas. Em janeiro de 2010, o famoso jogador de futebol, Cristiano Ronaldo, e a estrela de cinema de Hollywood, Megan Fox, se tornaram o rosto masculino e feminino da Empório Armani, que se uniu com a Reebok para criar sapatos da moda sob o rótulo chamado EA7. Esta coleção de outono contará com a estrela do pop, Rihanna. É a única linha de Giorgio Armani que é projetado principalmente por Giorgio Armani, e tem uma cena na semana de moda de Milão a cada ano, enquanto Armani Collezioni, Armani Jeans e Armani Exchange não.

Suas roupas são confortáveis, geralmente de linhas retas e bastante sóbrio, porém, feito de materiais selecionados, não abusa de colorido, apesar de incluir aplicações de pedras preciosas e fios de metal.

Fonte e Fotos: e Wikipédia

Postagens relacionadas

? Martha Medeiros

24 jan 2013




O Quinta Stylist de hoje é especial, pois eu tenho uma peça dessa talentosa estilista. Comprei num saldão de fim de ano o meu vestido rosa com rendas na Riachuello e amo de paixão. A paixão pela arte e pelo artesanal, Martha Medeiros herdou da avó. Para cada peça são horas de trabalho manual, fio a fio, unidos a técnica de modelagem e estilos adquiridos com sua formação em moda. Aproximadamente 250 mulheres organizadas em cooperativas de rendeiras, em pequenas cidades, às margens do Rio são Francisco, em Alagoas, estão envolvidas no processo de confecção de rendas como a Renascença, a mais tradicional de todas, além de outras técnicas como: filé, richilieu, bilro e a delicadíssima renda Boa Noite, hoje confeccionada apenas na Ilha do Ferro, no meio do São Francisco, a 320 km de Maceió. A estilista é alagoana e avalia de perto a matéria prima que é usada em suas roupas. Martha vai uma vez por mês para Piranhas 280 km de Maceió para buscar as rendas artesanais. As rendas são enviadas então para o ateliê da estilista, em São Paulo. Na pequena fábrica, sete modelistas e costureiras produzem apenas vinte peças por mês, a maioria sob medida. A exclusividade tem preço: um vestido custa a partir de 4.500 reais e pode facilmente chegar à casa dos cinco dígitos. Antes de se dedicar à moda, Martha cursou direito e trabalhou como bancária. Há vinte anos, pediu transferência para São Paulo e formou-se em moda com a primeira turma do Senac. Abriu uma butique em Maceió três anos atrás. A fama da rendeira chique espalhou-se rapidamente Brasil (e mundo) afora. Hoje, sua coleção também pode ser encontrada em outra loja própria, na Rua Melo Alves, e em oito pontos de venda nacionais e três internacionais, incluindo a inglesa Harrods. Vestidos de renda renascença, de filé e bilro com a assinatura dela já foram desfilados por famosas. 

Fontes:  e 

Lenny Niemeyer

15 nov 2012


Hoje o Quinta é sobre a estilista Lenny Niemeyer. O lenço azul e branco, 100% Poliéster foi produzido por Lenny e está na revista Elle custa R$ 14,00. Mas, chega de blá blá e vamos ao que interessa a biografia da estilista. Lenny é paulista de Santos, nasceu e cresceu no canal 3, na Avenida Washington Luis. Aos 15 anos mudou para São Paulo. Fez faculdade de Artes Plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Casou-se com o neurocirurgião Paulo Niemeyer (sobrinho do arquiteto Oscar) e por isso mudou-se para o Rio de Janeiro. E lá no Rio começou a vender os biquínis cariocas para as paulistas, sugestão de uma amiga de Santos, em troca de uma comissão. Como os modelos eram pequenos demais para os padrões paulistas, foi descosturando as laterais e aumentando a forma. Gostou tanto que comprou uma lycra verde clara e, como não tinha muito aviamento na cidade, serrou um tutano de boi para fazer uma argolinha de osso. Nascia aí o primeiro biquíni. Depois contratou costureiras em Realengo [Zona Oeste do Rio] e na Ilha do Governador [Baía de Guanabara]. E foi assim que montou uma fábrica na garagem de casa. “Foi o que fiz, em 1993, produzindo mil peças por mês. Hoje, são 25 mil.”

 Fotos: Janaína Valadares
Fonte:

Moda no Iesb

24 set 2012


1234