TAG: livros

Resenha Literária: Casamento Blindado

25 mar 2014


Prometi na virada do ano que vou ler um livro por mês, o escolhido do mês de fevereiro foi “Casamento Blindado” escrito por Renato & Cristiane Cardoso. A narrativa com 268 páginas funciona com um manual para um relacionamento de sucesso. O interessante é encontrar a visão feminina (Cristiane) e masculina (Renato) de um mesmo evento relatado. Os autores tomam como ideia que o casamento é como uma empresa.
Pode parecer uma visão materialista, mas não é nesse caso Renato nos mostra como ficamos acomodados no cotidiano. Para isso cita como exemplo discussões cotidianas em que alteramos a voz e gritamos com o nosso companheiro, fato que não repetimos no trabalho. Inclusive cita o exemplo de no meio de uma discussão e toca o telefone e mudamos o tom de voz para atender o chefe, sendo que não conseguimos repetir essa maturidade ao conversar com o cônjuge. No final de cada capítulo os autores provocam o leitor a postar no seu twitter e/ou facebook frases de apoio, eu cheguei a postar uma para experimentar, mas não senti necessidade de continuar postando.
O livro não foge de assuntos polêmicos como “sexo” e “divórcio” e os aborda de forma direta. Uma palavra a meu ver define a mensagem desse livro: respeito. O respeito no modo de tratar, falar e até agir com o seu cônjuge. 

É importante frisar que os autores cristãos e por isso, sim o livro tem a Bíblia como bússola, mas não dita regras de religião. Acho importante lembrar esse fato, pois isso para certos leitores já é determinante como fator de compra. 
Comprei na livraria Saraiva por R$ 29,90, mas vi hoje no site e está custando atualmente (25/03/2014) R$ 23,90 ().

Quatro estrelas, pois é uma leitura densa e 
admito que larguei o livro um pouco de lado em alguns momentos.
Foto e texto: Janaína Valadares 

Resenha Literária – Michael Jackson A magia e a loucura

3 fev 2014


Prometi na virada do ano que vou ler um livro por mês, o escolhido do mês de janeiro foi “Michael Jackson A magia e a loucura” escrito por J. Randy Taraborrelli. O autor é jornalista já trabalhou no jornal The Times, no Daily Mirror e segundo o livro é atualmente consultor da emissora CBS News. Além disso, era fã e amigo de Michael. O livro começa com a infância turbulenta de celebridade, a juventude de questionamentos, os amores, as polêmicas, os casamentos e os filhos. Para entender quem foi Michael Jackson o astro e o ser humano o autor traz fatos e declarações de parentes próximos e dados legais como pesquisas relacionadas as suspeitas de pedofilia.

Michael era gay? Michael era pedófilo? Ou seria apenas um adulto lidando com uma infância mal resolvida? Enfim, algumas perguntas são respondidas e as que não são o autor dá dados suficientes para alguma conclusão. O livro traz o Michael fora do palco, o amigo, o marido e o pai. Bom, as 612 páginas levam a intimidade de Michael contando com 16 páginas de fotos conhecidas e inéditas.

Comprei no Walmart por R$ 28,00.

Mereceu cinco estrelas, friso que gosto de biografias, o livro me mostrou fatos que não conhecia do Michael Jackson. Gostei muito do detalhamento e do uso das declarações dos familiares, empresários e amigos de Michael. Isso trouxe veracidade para o que era lido.  Apesar das 612 páginas o livro prende o leitor de tal forma que não é possível larga-lo até o final. É importante frisar que foi escrito e publicado antes da morte de Michael Jackson.

Resenha Literária – Corta Pra Mim

2 dez 2013


Ficou curioso né, pois é o livro “Corta pra mim” do jornalista investigativo Marcelo Resende traz 14 breves textos que contam um pouco de sua trajetória. Marcelo conta de forma breve e divertida suas coberturas e decisões pessoais. Gente a leitura é tão boa comprei no dia 27 e terminei no sábado (30/11), pense o livro tem 239 páginas. O curioso é que na leitura vamos caminhando passo a passo na investigação com Marcelo. Cada ligação, visita, gravações escondidas somos parte do resultado final. Então, “Corta pra mim” é uma opção para galera que pensa em fazer jornalismo, pois mostra bem o dia a dia do imprenso e da televisão. Enfim, se falar mais do livro perde a graça, compra, lê  e me diz o que achou.


Comprei na Saraiva do Brasília Shopping por R$ 31,90

Homenagem Keiji Nakazawa

26 dez 2012


Hoje a quarta mimimi é para homenagear o escritor Keiji Nakazawa o autor do mangá (quadrinho japonês), Gen: Pés Descalços (Hadashi no Gen).  Nakazawa tinha 73 anos e morreu na quarta-feira (19/12) em decorrência de um câncer de pulmão. Conheci esse mangá pela minha irmã que comprou para ler e me emprestou depois. Me lembro de ler e chorar com o realismo apesar dos traços infantis da história retratada no livro. O mangá que me fez chorar conta uma história verídica, o autor de GEN era um dos sobreviventes do bombardeio de Hiroshima pelos EUA em 6 de agosto de 1945. Nakazawa tinha seis anos quando ocorreu o ataque, nele perdeu seu pai e dois irmãos. No momento da queda da bomba de Hiroshima Gen estava saindo da escola, ouve o alerta do ataque aéreo. Não tem tempo para voltar para sua casa e nem onde procurar abrigo, ele apenas vê um clarão amarelo-alaranjado que o joga longe, derrubando o muro da escola sobre seu corpo. O muro salva sua vida. A partir desse momento começa o pior: o Pós bomba. A história e os desenhos trazem o horror e as cenas chocantes que o autor viveu. Enfim, Gen tem o objetivo de trazer a tona todo este horror, para que o mundo não esqueça e não repita o erro. A população era de 255.000, 242,000 morreram em decorrência da bomba e suas complicações. As memórias de Nakazawa foram ficcionalizadas para a série, que contém uma forte mensagem antimilitarista. No Japão, a obra foi adotada por escolas, além de ter virado filme e anime. Em 1976, uma organização de voluntários chamada Project Gen formou-se para traduzir a série para outros idiomas. 

No Brasil, Gen chegou entre 2000 e 2001 pela Conrad Editora a partir dos quatro volumes originalmente traduzidos pelo Project Gen para o inglês. A Conrad está relançando a obra no Brasil desde o ano passado, agora em sua versão completa com dez volumes, traduzidos do japonês. O quinto foi lançado este mês. Segundo a editora Choubunsha, a obra já foi publicada em mais de dez idiomas e vendeu mais de 10 milhões de exemplares.

 Gen: Pés Descalços (Hadashi no Gen) vendeu mais de 10 milhões de exemplares.

-_- RIP

– Sugiro a leitura de GEN ( -_-”)

Fonte:

12