TAG: moda

Fashion Rio 2012

9 jan 2012


Oi hoje a conversa é com que curte moda, pois o assunto é o Fashion Rio. Não queridos eu não estou no Rio, quem me dera, estou aqui na fria e chuvosa Brasília. Segundo o site da revista Manequim o evento acontece desde 2009. Nesse ano os desfiles da Fashion Rio acontecem entre os dias 10 e 14 de janeiro, no Píer Mauá. Saíram do evento as grifes Totem, British Colony e Têca. De novidade tem a grife carioca Bianca Marques e a mineira Printing, segundo o site da Marie Claire.
Abaixo a programação:

10 de janeiro (terça-feira)
Herchcovitch – 17h
Acquastudio – 18h
Patachou – 19h
Alessa – 20h
Cantão – 21h
11 de janeiro (quarta-feira)
2nd Floor – 18h
Coven – 19h
Melk Z-Da – 20h
TNG – 21h
12 de janeiro (quinta-feira)
Bianca Marques – 17h30
Maria Bonita Extra – 18h30
New Order – 19h30
Espaço Fashion – 20h30
Coca Cola Clothing – 21h30
13 de janeiro (sexta-feira)
Walter Rodrigues – 17h30
R.Groove – 18h30
Ágatha – 19h30
Filhas de Gaia – 20h30
Printing – 21h30
14 de janeiro (sábado)
Giulia Borges – 17h
Nica Kessler – 18h
Andrea Marques – 19h
Oestúdio – 20h30
Ausländer – 21h30
Eu vou ficar por aqui acompanhando nos momentos de folga entre os estudos para concurso. Quem for acompanhar pessoalmente aproveita por mim.

? BALENCIAGA

5 jan 2012


Cristóbal Balenciaga nasceu em 1895 na região Basca espanhola. Descoberto aos 12 anos desenhou um vestido para uma marquesa e foi convidado para ser aprendiz de alfaiate em Madri. Aos 52 mesmo tendo clientela fiel em Madri mudou se para Paris. Lá apresentou sua primeira grande coleção criou modelos de festa incríveis, abrigos de chuva impermeáveis e boleros. Em 1940 apresentou o seu primeiro vestido preto, com busto ajustado e quadris marcados por drapeados. Em 1942, as jaquetas largas e as saias evasês compunham a chamada “linha tonneau”. Em 1949, fez mantôs muito largos e, em 1950, vaporosos e retos, além do vestido-balão.

Na década de 50 apresentou lã tingida de amarelo-vivo e cor-de-rosa. Em 1955, criou o vestido-túnica e em 1956 subiu as barras dos vestidos e casacos na frente, deixando-as mais compridas atrás, além do primeiro vestido-saco. Em 1957, apresentou o vestido-camisa. A linha “Império” foi criada em 1959 e veio com a cintura alta para os vestidos e os mantôs em forma de quimonos. Durante os anos 60 criou casacos soltos, amplos, com mangas-morcego. Sua última coleção foi lançada na primavera de 1968 – ano em que se aposentou e fechou sua maison – e mostrou jaquetas largas, saias mais curtas, vestidos-tubo e muitas cores. Balenciaga morreu em 1972 e desde 1997, o francês Nicolas Ghesquière cuida da criação da marca, que foi comprada pela Gucci em julho de 2001. Seu estilo ainda é lembrado pelos grandes botões e pela grande gola afastada do pescoço.

Curiosidades:
– Por ter experiência em alfaiataria não só desenhava seus modelos, mas também cortava, armava e costurava o que não é comum aos estilistas, que em geral apenas desenham suas criações.

– Suas coleções de 1947 e 1948 tiveram inspiração espanhola, com elegantes vestidos e boleros de toureador para a noite.

– Assim como Chanel teve também seu perfume o “Fruites des Heures” em 1948.

– Criou formas e volumes imortais, representados através de vestidos e trajes que lembram flores como a tulipa e a rosa desabrochada com suas pétalas por inúmeros plissados.

– Babado gigante, caimento sinuoso ou bolero ibérico que se vê nas passarelas deve alguma coisa a Balenciaga.

“Não acrescente detalhes inúteis a um vestido. Não coloque uma flor simplesmente porque você tem vontade de fazê-lo, mas para indicar o centro da cintura, o ponto final de um desenho.”
(C.Balenciaga)

Fonte: Revista Veja / Queila Ferraz Monteiro / Georgina O’hara e site da revista Gloss
Fotos: http://studiomodellare.blogspot.com

Revista Vogue

27 nov 2011


A capa dessa edição é muito bonita quem não se apaixona à primeira vista pela túnica que a modelo está usando. A revista custa R$ 14,90, noventa centavos mais cara que a Elle. No início tenha paciência para olhar as 24 páginas iniciais de propaganda, mas se quiser pular vá direto para página 25 o índice. Bom essa edição tem 426 páginas. O diferencial principal da Vogue para Elle é que ela vem com brindes na edição, essa veio com um editorial da loja Carmen Steffens e algumas amostras na revista. A primeira amostra é do perfume Baiser Volé da Cartier, uma delícia. A segunda amostra é do perfume Alien do Thierry Mugler. Essa amostra é sensacional porque é um sachê do perfume, mas a aplicação é com um pequeno spray. Eu nunca tinha visto esse tipo de amostra, por isso fiquei encantada. Momento surreal foi começar a ler a matéria que conta a vida da bailarina brasileira, Claudia Carvalho, que anotem começa na página 45, continua na 46 e vai para página 420. É isso mesmo a Vogue continua suas entrevistas quase no final da revista, não se surpreenda porque isso vai acontecer em três matérias seguintes. Falando em matérias o foco dessa edição é apresentar lugares interessantes para conhecer no Rio de Janeiro.
***Não dá para perder:
– Está vindo para o Brasil as grifes: Paul & Joe e Antik Batik.
– A coleção da estilista Carina Duek para C&A, é estilo romântico, mas com uma pegada fashion.

***Achei bizarra a nova moda de sair pelas ruas de pijamas, estou fora! O extremo que já usei dessa moda foi essa blusa da Del Rio que comprei na Lojas Americanas que uso com jeans, saia preta curta soltinha.
E você gosta de ler a Vogue? Qual revista de moda é a sua favorita?

Revista Elle

23 nov 2011


Hoje decidi avaliar a revista Elle que comprei para conhecer. Bom, esta é a edição de novembro, já me apaixonei pela diagramação da revista que foge do comum. Primeiro já aviso que a revista é pesada tem 330 páginas. A roupa da modelo da capa já me encantou sou apaixonada em animal print. Fiquei cansada porque a revista tem 19 páginas iniciais de propaganda que não são intercaladas e sim seguidas. Chato demais, eu gosto de propaganda, mas prefiro que elas venham junto das matérias. A Elle aposta em matérias que mostram a biografia de estilistas ou nomes relacionados ao mundo da moda. Enfim, para quem quiser entender de tendência de moda e conhecer o que tem de novo no mundo na moda pode apostar na compra da Elle. Ah e claro, indico as entrevistas da revista. A da atriz Cameron Diaz é a minha favorita. “A vida não é um final feliz. A gente nunca chega a um ponto em que nada mais muda nem acontece de novo. Isso não existe”, Cameron Diaz. Já aviso que a Elle custa R$ 14,00.
***Não dá para perder:
– Em Londres vale a pena a dica de visitar o Fashion Textile Museum. A exposição mostra o caminho percorrido por uma peça desde a passarela até as capas de revistas. A exibição fica no museu até 26 de fevereiro de 2012.
– Pin-ups + cosméticos = “Rir é o melhor cosmético”. A matéria conta que a marca Benefit deve abrir uma loja física no Brasil, enquanto isso não acontece comprem pelo site da
Bom a revista traz todas as tendências e considero um bom investimento para guardar e consultar no futuro, não se esqueça que a moda é cíclica.

E vocês conheciam a Elle? Gostam da revista? Se sim como a Elle te conquistou? Se não gosta me conta o por quê?