Uncle K

19 jul 2012


Em 1996, os sócios de uma fábrica de bolsas no Rio de Janeiro acharam que já era hora de ter sua própria marca. O conhecimento acumulado durante os anos em que forneceram produtos para importantes marcas brasileiras somou-se ao seu espírito empreendedor para dar origem à Uncle K. Desde então, a marca vem investindo em pesquisas de tendências, apostando em materiais inovadores e buscando conhecer cada vez melhor a mulher de hoje para desenvolver produtos para consumidoras de todo o Brasil. O conceito da Uncle K surgiu em 2001, com a abertura da loja que chamava a atenção por sua arquitetura limpa e contemporânea. Em pouco  tempo, a marca já havia se estabelecido e conquistado seu público: mulheres dinâmicas e modernas, que encontraram nas bolsas Uncle K um estilo autêntico e a praticidade necessária para o dia-a-dia. Com uma proposta inovadora, totalmente focada no design e na funcionalidade de seus produtos, a marca conseguiu se destacar no competitivo mercado de moda brasileiro. 
Atualmente a Uncle K conta com lojas espalhadas por diversos estados brasileiros: Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais, Espírito Santo, Ceará, Maranhão, Pará, Piauí, Manaus, Goiás, Pernambuco, Sergipe. O design inteligente, ousadia e praticidade traduzem a Uncle K. As bolsas sempre com pequenos detalhes que fazem a diferença. Compartimentos especiais para aquelas coisas que as mulheres têm mania de carregar, alças reguláveis que deixam a bolsa mais esportiva ou mais social, formatos que permitem usos diferentes, bolsos que podem ser acoplados dentro ou fora das bolsas. Além das bolsas – o carro-chefe da marca – a Uncle K oferece um mix de produtos complementares. São calçados femininos, bijouterias, óculos de sol, nécessaires, carteiras e bolsas de viagem que seguem o estilo descolado e moderno que caracteriza a marca Uncle K.

*Lembrando que já falei da loja nesse post . E nunca ganhei brinde da loja, mas sou apaixonada tenho uma bolsa e um sapato da loja que são perfeitos. 
Fonte:  
Fotos: Janaína Valadares

No comments yet

Deixe um comentário